Durante a assembleia com os agentes de segurança socioeducativo, nesta quarta-feira (7) ficou decidido e acordado com  unanimidade de votos em manter o estado de greve até o dia 15 de fevereiro, em que efetivamente inicia a GREVE, até que o governo atenda as demandas da categoria.

Será realizado uma reunião com o governo nessa quinta feira - 08/02, as 16:30hs na Cidade Administrativa, para iniciar as negociações das várias demandas. Foi criado uma comissão para negociar juntamente com os diretores do SINDSISEMG tais pleitos.

Também ficou definido iniciar uma mobilização contra o veto do governador ao porte da arma dos agentes de segurança socioeducativo, sendo que no dia 19 de fevereiro, na assembleia legislativa os agentes irão acampar na porta da ALMG, para conscientizar os deputados estaduais e derrubar o  veto ao porte de arma.

 

DEMANDAS DA CATEGORIA


• Revisão Geral Anual - RGA;

• concurso público para acabar com defícit;

• encaminhamento da lei orgânica para assembleia legislativa;

•implantação de carga horário para acabar com excesso de convocação;

• falta de capacitação para os servidores;

• Identidade funcional e falta de equipamentos de segurança como rádio de comunicação, veículos e outras demandas pendentes.



Diretoria de comunicação