O Sindsisemg notificou em vários ofícios todos os órgãos competentes, SEPLAG, SEGOV, SESP, ALMG, MP e TJMG, que a situação do sistema Socioeducativo está se tornando um CAOS devido a falta de AGENTES DE SEGURANÇA SOCIOEDUCATIVOS.
 
 
ATUALMENTE O SISTEMA SOCIOEDUCATIVO DE MINAS GERAIS precisa de 3600 Agentes de Segurança Socioeducativo, para manter o sistema funcionando, mas atualmente o quadro de Agentes está com um número aproximado de 2493.
 
Aguardamos a resposta da CÂMARA DE ORÇAMENTO E FINANÇAS (COF), sobre a confirmação do concurso público para o cargo de Agente de Segurança Socioeducativo, pois em reunião com a SESP E SEPLAG, a Chefe de gabinete, a Sra. Lígia Maria Alves Pereira foi confirmada o número ideal de vagas para concurso, no momento em que se encontra o sistema, de 2300 Agentes, está informação foi ratificada pela Subsecretária de pessoal da Seplag Sra. Warlene Salum e em audiência pública na ALMG.
 
 
A inércia da ASSEMBLEIA LEGISLATIVA em tramitar projetos que paliativamente sanava o déficit de servidores, mas intenções políticas barram as votações.
 
O TJMG na ADIN da lei 18.185/09 aceitou a modulação peticionada pelo estado, mas falta veemência para cobrar o concurso.
 

O AGENTE DE SEGURANÇA SOCIEDUCATIVO NÃO PODE SER RESPONSABILIZADO POR AQUILO QUE NÃO DA PARA FAZER...MILAGRES